Vitrine

Radamés Gnattali

Radamés Gnattali



Radamés Gnattali (1906-1988)

Um dos mais importantes nomes da música brasileira do século XX, a obra de Radamés Gnattali contribuiu para derrubar a barreira entre a música erudita e a composição popular.

Radamés Gnattali nasceu em Porto Alegre, em 27 de janeiro de 1906. Filho de músicos, começoua estudar piano com a mãe, aos seis anos, e posteriormente dedicou-se ao violino, cavaquinho e violão. Formado com medalha de ouro na classe de piano do Instituto de Belas-Artes de Porto Alegre, estudou harmonia na Escola Nacional de Música do Rio de Janeiro. Durante muitos anos foi pianista de cinemas e teatros.

Na década de 1930 dividiu-se entre a composição de peças eruditas e as orquestraçõe de música popular, violando seguidamente a fronteira entre as duas tendências. Trabalhou durante trinta anos na Rádio Nacional. Foi violinista da Orquestra Filarmônica Villa-Lobos e do Quarteto de Cordas Henrique Oswald. Gnattali morreu no Rio de Janeiro, em 3 de fevereiro de 1988.


A obra do compositor, arranjador e instrumentista Radamés Gnattali contribuiu para derrubar a barreira entre a música erudita e a composição popular. Seu nome consolidou-se como um dos mais importantes da música brasileira do século XX. Entre seus muitos arranjos há que destacar o de Copacabana, gravado por Dick Farney, que muitos consideram precursor da bossa nova. Compôs choros, sambas, sambas-canções e valsas. Como compositor erudito, sua obra mais conhecida é a Rapsódia brasileira, mas destacam-se também o Poema, Brasilianas, e Três miniaturas.



Deixe seus comentários, compartilhe este artigo!
brazilsalesforceeffectiveness@gmail.com
✔ Brazil SFE®✔ Brazil SFE®´s Facebook´s Profile  Google+   Author´s Professional Profile  ✔ Brazil SFE®´s Pinterest       ✔ Brazil SFE®´s Tweets
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...